Inicio Contato
 
Clima Tempo
 
Publicidade:
IEC
Do Drinks
Gonzaga Materiais de Construçãoo
Comvet
 
19/05/2018 às 05:05
 

Feirenses se mobilizam para o combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

Feirenses se mobilizam para o combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Na tarde desta sexta-feira (18), membros de organizações sociais, poder público e comunidade fizeram uma mobilização no centro de Feira de Santana para chamar a atenção para o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. O 18 de maio foi instituído como dia nacional, depois do caso da menina Araceli Cabrera Crespo de 8 anos, que no ano de 1973 foi raptada, drogada, estuprada, morta e carbonizada no Espírito Santo.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

O caso chocou o país e até hoje, 45 anos depois não houve uma resolução. O 18 de maio nasceu como uma data de repudio a crimes envolvendo crianças e adolescentes e como uma maneira da sociedade perceber a necessidade de proteger e garantir os direitos que são previstos na constituição.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

O secretário municipal de desenvolvimento social Ildes Ferreira explicou que a caminhada realizada em Feira de Santana hoje contou com todos os órgãos e entidades que participam do Sistema de Garantia de Direitos das Crianças e dos Adolescentes. São eles: Secretaria de Saúde, Secretaria de Prevenção à Violência (Seprev). Ministério Público (MP), Polícia Militar, 35º Batalhão de Infantaria (35º BI), Centros de Referência de Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Polícia Rodoviária Federal (PRF) ,além de Conselho da Criança, Defensoria Pública e outras entidades. De acordo com Ildes, o objetivo é que toda a sociedade se envolva nas questões das crianças e adolescentes e entenda que não é apenas função do governo, mas de todos.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Não há um número preciso de quantas crianças e adolescentes são abusadas anualmente em Feira de Santana, mas ele destacou que a cidade está na rota dos crimes de exploração sexual de crianças e adolescentes e prova disso é que um morador da cidade foi preso na última quinta-feira (17), suspeito de integrar uma rede de pedofilia.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“Nós temos que estar alertas e atentos para evitar isso. A sociedade pode ligar para qualquer órgão, para a Secretaria de Desenvolvimento Social, Ministério Público e Defensoria Pública. Mas, o principal é o Disque 100. Pode ser anônimo e aí a pessoa registra a denúncia. Em parceria com os órgãos atendemos cerca de 11 mil crianças e adolescentes. Ainda é pouco visto que há 31 mil crianças e adolescentes em situação de risco e atingimos apenas um terço. Precisamos abraçar esse projeto”, pontuou.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

O defensor público Eduardo Feudhaus defensor público informou que o papel da defensoria é apoiar, informar a população dos seus direitos e das violações referentes as crianças e adolescentes. Em caso de violação, abuso, violação ou exploração sexual encaminhar as vítimas e os familiares junto à delegacia de polícia para que as providências cabíveis sejam tomadas.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“Para garantir também a essas famílias a ciência de todos os direitos relacionados ao caso. Em relação ao crime, se a criança ou o adolescente for menor de 14 anos é considerado estupro de vulnerável. A prática de qualquer ato libidinoso diverso da conjunção carnal, como apalpar os seios, alisar a perna da criança ou adolescente ou tocar as nádegas é configurado crime de estupro de vulnerável com a pena mínima de oito anos e no máximo de 15 anos de reclusão”, salientou.

Segundo Eduardo Feudhaus não há uma explicação para crimes sexuais conta crianças e adolescentes. Ele considerou que não é normal pessoas sentirem atração por uma criança ou adolescente que são seres que ainda estão em formação e que não sabe nem se quer se defender.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“Por isso que a lei vem realmente no sentido de proteger esses grupos e aplicar as medidas cabíveis para essas pessoas que insistem em cometer esses crimes bárbaros contra as criança e adolescentes”, concluiu

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade.

 
 
 
Mais Informações
Alunos fazem rifa e ajudam professor com salário atrasado. Assista! 19/05/2018 às 11:05
Alunos fazem rifa e ajudam professor com salário atrasado. Assista!
Feirenses se mobilizam para o combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes 19/05/2018 às 05:05
Feirenses se mobilizam para o combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes
Colégio Adventista é condenado a indenizar aluna em R$ 12 mil por prática de bulliyng 26/05/2018 às 06:05
Colégio Adventista é condenado a indenizar aluna em R$ 12 mil por prática de bulliyng

Super Pio
 
Casa das Aves
 
Ciso
 
Jhon Motos
 
 
 
 
 
Rede Social
Facebook
Twitter
Adicione aos Favoritos
Contato
© Alnoticiasichu 2016 - Todos os direitos reservados