Inicio Contato
 
Clima Tempo
 
Publicidade:
IEC
SINSPUC
Do Drinks
Ascoob
 
03/05/2018 às 11:05
 

Com porte de arma vencido, Guarda Municipal tem serviço de rondas suspenso

Com porte de arma vencido, Guarda Municipal tem serviço de rondas suspenso

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade (Arquivo)

A partir desta quinta-feira (3) o serviço de rondas realizado pela Guarda Municipal de Feira de Santana está suspenso. A determinação é do secretário de Prevenção a Violência e Promoção aos Direitos Humanos, Pablo Roberto, devido a não renovação do porte de arma dos guardas municipais. De acordo com Ângela Porto, presidente da Associação dos Guardas Municipais, a medida é preventiva para os próprios agentes de segurança pública e para a população.

Segundo Ângela, desde 2014 que a Guarda Municipal possui porte de arma. Porém, conforme explicou ao Acorda Cidade, era necessário fazer uma carga horária anual desses guardas com porte, de 80 horas, para que esse porte fosse renovado. De acordo com ela, em 2016 essa renovação do porte teria que acontecer.

“Na gestão do secretário anterior, Mauro Moraes, isso foi falado por diversas vezes em reunião com a própria associação e foi explicado como eram os trâmites, porém nenhuma medida foi tomada. Quando o secretário Plablo chegou a secretaria, ele ficou sabendo da situação e tentou de todas as formas negociar com a Polícia Federal, porém não houve êxito, tendo em vista que a PF tem requisitos a cumprir. Duas licitações foram feitas, mas não tiveram empresas para concorrer e por conta disso, o secretário decidiu tirar os agentes da rua”, explicou.

Com a suspensão das rondas, os guardas municipais não farão mais o acompanhamento as ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel (SAMU), entre outros serviços de ronda. De acordo com a presidente da Associação, as viaturas e as armas foram recolhidas e os guardas que faziam esse serviço estão aquartelados, aguardando para atuar em outros postos de serviço, como na atuação de preservação aos prédios públicos.

“Essa situação vai permanecer até que o secretário Pablo e o prefeito Colbert Martins façam uma reunião com o pessoal da Procuradoria para conseguir, de forma mais breve possível, a renovação do nosso porte de arma. Essa situação é um retrocesso, tendo em vista que nosso serviço é de excelência como apoio para diversas secretarias”, afirmou. 

O secretário Pablo Roberto informou que está há alguns meses com o processo para aquisição de novos portes de arma para a Guarda Municipal. Segundo ele, houve dificuldades por conta da burocracia, e os portes venceram. Sem o porte de arma, de acordo com a lei, os guardas não podem portar armas e por isso, a secretaria resolveu suspender o serviço de ronda, até que o a situação seja resolvida. O secretário informou que participou nesta manhã de uma reunião no departamento de licitação pública e houve avanço no processo.

“Acredito que nos próximos dias teremos resultados positivos para atuarmos dentro da normalidade. Não podemos ser irresponsáveis e submeter os guardas municipais para uma situação de vulnerabilidade. Sabemos o clima de insegurança que o Brasil e a cidade enfrentam e sabemos onde não podemos fazer nosso trabalho sem o armamento necessário para fazer o enfrentamento a algumas questões. Não estamos parados, estamos correndo para que dentro de pouco tempo os serviços sejam realiados”, destacou.

De acordo com o secretário Pablo Roberto, o comandante da guarda está fazendo a redistribuição dos guardas municipais que estavam em trabalhos ostensivos nas ruas. Eles passarão a atuar nas bases avançadas e equipamentos públicos até o final do processo de regularização.

Com informações do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade  

 
 
 
Mais Informações
Alunos fazem rifa e ajudam professor com salário atrasado. Assista! 19/05/2018 às 11:05
Alunos fazem rifa e ajudam professor com salário atrasado. Assista!
Feirenses se mobilizam para o combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes 19/05/2018 às 05:05
Feirenses se mobilizam para o combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes
Colégio Adventista é condenado a indenizar aluna em R$ 12 mil por prática de bulliyng 26/05/2018 às 06:05
Colégio Adventista é condenado a indenizar aluna em R$ 12 mil por prática de bulliyng

DJ Ralfk
 
Casa das Aves
 
Super Pio
 
Ponto Certo
 
 
 
 
 
Rede Social
Facebook
Twitter
Adicione aos Favoritos
Contato
© Alnoticiasichu 2016 - Todos os direitos reservados