Inicio Contato
 
Clima Tempo
 
Publicidade:
Farmácia Loba
Pio Paladar
Vereadora Lúcia
Comvet
 
09/12/2017 às 06:12
 

Nossa Senhora da Conceição – Na diocese de Serrinha é reverenciada em Coité, Riachão do Jacuípe, Gavião, Araci e Euclides da Cunha

Imagem de Nossa Senhora da Conceição do Raso

A Imaculada Conceição ou Nossa Senhora da Conceição é, segundo o dogma católico, a concepção da Virgem Maria sem mancha (em latim, macula) do pecado original. O dogma diz que, desde o primeiro instante de sua existência, a Virgem Maria foi preservada por Deus da falta de graça santificante que aflige a humanidade, porque ela estava cheia de graça divina. A Igreja Católica também professa que a Virgem Maria viveu uma vida completamente livre de pecado.

A festa da Imaculada Conceição, comemorada em oito de dezembro, foi definida como uma festa universal em 28 de fevereiro de 1476, e ficou definida como dogma pelo Papa Pio IX em sua bula Ineffabilis Deus] em oito de Dezembro de 1854.

 

Conceição do Coité – preparativos para a grande procissão | Foto : Stúdio 8

 

Procissão de Nossa Senhora da Conceição do Coité – Foto. Estúdio 8

 

Igreja Nossa Senhora da Conceição do Coité | Foto: Teones Araújo

 

Dom Itamar Vian – Celebração em Coité | foto: Teones Araújo

Os municípios de Conceição do Coité, Riachão do Jacuípe, Gavião, Euclides da Cunha e Araci, cujas paróquias pertencem a Diocese de Serrinha, reverenciam nossa Senhora da Conceição como suas padroeiras. Em Conceição do Coité, os festejos começaram no dia 20 de novembro e findou nesta sexta-feira dia 08 com uma extensa programação incluindo uma alvorada com as bênçãos dos veículos e das motos, café compartilhado, missa festiva às 10h celebrada pelo arcebispo emérito da Diocese de Feira de Santana, Dom Itamar pela manhã e a tarde entrando pela noite uma grande procissão pelas principais ruas da cidade que marcou o encerramento das festividades.

 

Missa em Araci celebrada por padre Theo | Foto: Teones Araújo

 

Procissão em Araci – Foto: Teones Araújo

Em Araci, a santa é chamada de Nossa Senhora da Conceição do Raso e este nome se deu na época de povoação da Fazenda Raso, onde existiam algumas poucas casas e já começava a ganhar um aspecto de arraial, dando inicio da construção da primeira Igreja e sua conclusão aconteceu 1859, sendo inaugurada no dia 08 de dezembro do mesmo ano, com missa celebrada pelo padre Antônio da Rocha Viana, vigário de Tucano, que ficou responsável também pela nova Capela. Para comemorar a festa, foram celebradas as missas das 10h na igreja matriz, outra  campal na parte da tarde e em seguida procissão.

 

Imagem de Nossa Senhora da Conceição em Riachão do Jacuípe | Foto: Teones Araújo

 

Paróquia de Nossa Senhora da Conceição em Riachão | Foto: Teones Araújo

 

Missa em Riachão do Jacuípe | Foto: Teones Araújo

O novenário da padroeira de Riachão do Jacuípe começou com uma carreata no dia 28 de novembro e no dia seguinte a programação elaborada pela paróquia até quinta-feira à noite celebrações missas com temas previamente definidos e com a presença de padres e religiosos de outras paróquias, encerrando com a presença do Padre José Carlos, Provincial dos Religiosos Vicacionistas no Brasil. No dia 08 foi celebrada a missa dos devotos pela manhã e tarde aconteceu uma procissão que teve inicio na residência dos coordenadores, seguiu até a igreja matriz, onde foi celebrada uma missa às 17h celebrada pelo padre Wesdras, pároco local.

 

Padre Enivaldo e padre Charles celebrando em Euclides da Cunha | Foto: Euclides da Cunha.com

A imagem de Nossa Senhora da Conceição chegou à Bahia, em 1549, trazida por Tomé de Souza, então governador geral do Brasil, designado pela Corte de Portugal para administrar a mais importante colônia portuguesa, 49 anos depois de descoberta, oficialmente e com o passar dos anos, as missões religiosas se espalharam pelo interior da Bahia, principalmente nas regiões onde havia uma comunidade indígena, onde atuavam na catequese desses silvícolas, a exemplo de Massacará, no município de Euclides da Cunha, onde habitavam indígenas da tribo Kaimbé, foi o local escolhido pelos padres em missão de catequese, para a instalação de uma missão religiosa.

 

Paróquia Nossa Senhora da Conceição do Cumbe | Foto: Euclides da Cunha.com

Em Euclides da Cunha a santa padroeira é chamada de Nossa Senhora da Conceição do Cumbe. Conta história que em 1888, em terras da Fazenda Cumbe, de propriedade de Antônio Francisco Reis, mais conhecido como major Antonino, um grupo de comerciantes que costumeiramente se encontrava para comercializar os seus produtos, descanso da tropa, resolveu mudar de lugar e se instalar sob as frondosas cajaranas da Fazenda Cumbe, hoje a Praça da Bandeira, e esse mudança acorreu em 08 de dezembro, quando aconteceu a primeira feira livre no local, se tornando a data da padroeira.

Um dos momentos que chamou atenção durante o novenário, a inauguração das luzes de natal, ato que ocorreu no dia 03 e após encerramento da celebração eucarística, o bispo, monsenhor Jayme e padre Charles Santana Bastos, foram até a Praça Duque de Caxias, para a bênção da decoração e iluminação especial para o Natal.

 

Praça Nossa Senhora da Conceição de Gavião | Foto: Raimundo Mascarenhas

A devoção a Nossa Senhora da Conceição em Gavião existe desde 1812, quando viajante conhecido por José Inácio, viúvo, tinha uma filha chamada de Sinhazinha, passava pela região comprou uma posse de terra construindo nela uma casa perto de uma quixabeira onde a tarde se aninhavam muitos gaviões para dormir e isso gerou o nome da fazenda. Conta a história, que José Inácio era muito católico e construiu no uma capela em louvor a Nossa Senhora da Conceição. Uma procissão encerrou na sexta-feira a tarde a festa desde ano.

Redação CN

 
 
 
Mais Informações
SP: padre convoca ‘novos treinadores’ a acharem pokémons em igreja 10/08/2016 às 09:08
SP: padre convoca ‘novos treinadores’ a acharem pokémons em igreja
Imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida chega a Coité de parapente 15/08/2016 às 06:08
Imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida chega a Coité de parapente
Morre aos 100 anos, em Salvador, Monsenhor Gaspar Sadoc 23/09/2016 às 06:09
Morre aos 100 anos, em Salvador, Monsenhor Gaspar Sadoc

DJ Ralfk
 
Humanize
 
Wagner Autocar
 
Jhon Motos
 
 
 
 
 
Rede Social
Facebook
Twitter
Adicione aos Favoritos
Contato
© Alnoticiasichu 2016 - Todos os direitos reservados