Inicio Contato
 
Clima Tempo
 
Publicidade:
Gonzaga Materiais de Construçãoo
Meu amigo e o bicho
Dr. José Carlos
Do Drinks
 
01/12/2017 às 11:12
 

Valente: vereador Lomanto Queiroz vai à Justiça e entra com Ação Popular, para tentar reabrir a agência do Banco do Brasil

<script type="text/javascript">
    google_ad_client = "ca-pub-9851365646263982";
    google_ad_slot = "1266107626";
    google_ad_width = 728;
    google_ad_height = 90;
</script>
<!-- Bloco 02 AL Noticias -->
<script type="text/javascript"
src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/show_ads.js">
</script>

Banco do Brasil atende agora serviço de Posto de Atendimento

O Banco do Brasil de Valente deixou de ter atendimento normal desde o dia 24 de fevereiro deste ano,  após ter sido danificado quando criminosos arrombaram o cofre da referida instituição.

Passaram-se cerca de 60 dias quando foi reaberto, mas com atendimento básico como um simples posto bancário, não realizando qualquer tipo de transação que envolva numerário (saques e depósitos em dinheiro, por exemplo) obrigando os correntistas e aposentados irem até Santaluz ou Retirolândia, que ficam a aproximadamente 20 e 16 quilômetros, respectivamente e até mesmo Coité 27 km.

O vereador Lomanto Queiroz sentindo a necessidade da população, mesmo sabendo que várias reuniões foram realizadas na superintendência e não tem surtido efeito, resolveu mover Ação Popular como mais uma tentativa de solucionar o problema.

Os cofres arrombados em fevereiro deste ano. Após isso não mais funcionou normalmente

Segundo o vereador, o banco alega que o motivo pelo qual fechou a agência do Banco do Brasil, está interligado com o sinistro ocorrido em 14/02/2017, em que bandidos arrombaram o cofre, “mas a situação tem deixado todo comércio local à beira de um colapso financeiro, pois os munícipes valentenses em sua maioria são poupadores e correntistas do Banco e não consegue realizar pagamentos e/ou saques, já que os caixas eletrônicos também não funcionam e nem internamente os caixas efetua estes serviços, cuja determinação da Superintendência na semana passada deu o seu ultimato e determinou que a agência fora transformada em um PAA – Posto de Atendimento Avançado, sem numerário e que não realiza saques ou pagamentos”, lamentou Queiroz que também é cliente da agência.

vereador Lomanto Queiroz disse que este é o ultimo cartucho da carabina

O parlamentar afirma que inúmeros foram os esforços para buscar através da via administrativa a abertura da agência, o edil, lembra que foram encaminhados a Superintendência de Juazeiro e Salvador, ofícios de clamor pela reabertura da agência e assinados por todos os vereadores da Poder Legislativo do Município e também pelo atual prefeito de Valente Marcos Adriano. Em comunhão de forças a CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas de Valente, representada pela atual presidente Romilce Pereira Lima também fez a sua parte e encaminhou inúmeros ofícios preocupada com a situação de todos os comerciantes que não para de clamar com a situação que se encontra o comércio com fechamento da agência.

O Poder Executivo em conjunto com o Poder Legislativo local, representado por todas as autoridades buscando uma resolução na via administrativa em 14/08/2017, em audiência pública marcada através do Presidente Estadual do Partido Solidariedade – SD, Senhor Luciano Araújo, em que teve a presença do prefeito, acompanhado dos onze vereadores, se reuniu na sede da Superintendência do Banco do Brasil em Salvador com o seu superintendente Cristiano José, que ao se pronunciar em reunião, disse que Valente teria uma resposta sobre o problema dentro do prazo de trinta dias e que Valente estava na frente para essa reabertura, pois possuía leis que contemplava alguns pré-requisitos de exigências e parâmetros que o Banco do Brasil exigia para sua abertura, fato este que até a presente data não deu resposta nem ao Poder Executivo e tampouco a Poder Legislativo local.

Reunião na Superintendência com todos os vereadores de Valente e o prefeito

Lomanto Queiroz disse ter ficado inconformado com a situação e devido ao clamor social do povo valentense, encaminhou novamente oficio ao gerente da agencia Paulo Fernandes que reencaminhou a Superintendência e em resposta disse que a agência fora transformada em um PAA – Posto de Atendimento, sendo que este tipo de instrumento não trabalha com numerários ou seja não realiza “saques ou pagamentos” deixando os seus poupadores e correntista do Município em situação vexatória, “em total falta de respeito com os cidadãos que ao longo desses quase quarenta anos, se acostumaram com funcionamento da agência do Banco do Brasil de Valente”, criticou.

Um ponto importante abordado pelo o Edil, é que os aposentados que são pessoas idosas e estão sofrendo com a situação, estes recebem seus aposentos no Banco do Brasil e agora estão se deslocando para outros Municípios vizinhos para sacar seus benefícios, muitos têm sofrido assaltos e são atormentados por bandidos que acabam ameaçando devido a sua vulnerabilidade e roubando seu dinheiro no meio do caminho, pois a maioria são lavradores e vive na zona rural do Município.

Comercio de Valente está parado

“O Banco do Brasil, desrespeitou o Código de Defesa do Consumidor e de forma unilateral quebrou inúmeros contratos, pois com o fechamento estes poupadores e correntistas deixaram de ser ofertados serviços considerados essenciais na relação de consumo e com previsão legal da norma consumerista Lei nº 8.078/1990”. Afirma

Para ele o fato do sinistro em nada interfere do no seu funcionamento que é superavitária e sempre deu lucro ao Banco do Brasil S.A, a grande verdade é que o Banco já havia anunciado que iria fechar inúmeras agências, basta lembrarmos do pronunciamento em 2016 do então presidente do Banco do Brasil Paulo Rogério Cafareli nomeado pelo então presidente Michel Temer, que através jornais e sites anunciaram logo que assumiu o fechamento de 402 agências, 31 superintendências e 379 agências que seria transformadas em PAA´s, como forma de elevar de forma estratégica a lucratividade do Banco que em nesse mês atual de Novembro já bateu lucro recorde na casa dos quase R$ 8 bilhões, “prova viva de que se trata de uma ação estratégica que se visa lucro para instituição e não com a boa prestação dos referidos serviços ao consumidor local”, finalizou Lomanto.

Não restando outra alternativa o vereador, primou pelo ‘último cartucho da carabina’ que é a via judicial, ou seja, ele chamou a CDL e em litisconsórcio se união entrando com uma Ação Popular para tentar na justiça ver a agência novamente funcionando no Município de Valente. O Edil juntamente com a CDL pediu R$ 1 milhão de indenização por perdas e danos causados aos consumidores de Valente e todo comércio local ao longo desses nove meses da agência sem funcionar.

 

Redação CN

 
 
 
Mais Informações
Serrinha: frigorífico suspende abate de jegues após recomendação do MP 13/07/2016 às 15:07
Serrinha: frigorífico suspende abate de jegues após recomendação do MP
Estudante de Teofilândia participa de concurso cultural sobre o Azerbaijão e se classifica entre os cinco, dos 36 mil inscritos 14/07/2016 às 12:07
Estudante de Teofilândia participa de concurso cultural sobre o Azerbaijão e se classifica entre os cinco, dos 36 mil inscritos
Comitiva do Senegal visita Feira de Santana em busca de parcerias 17/07/2016 às 06:07
Comitiva do Senegal visita Feira de Santana em busca de parcerias

Ponto Certo
 
Nosso WhatsApp
 
Sintrafi Ichu
 
Ciso
 
 
 
 
 
Rede Social
Facebook
Twitter
Adicione aos Favoritos
Contato
© Alnoticiasichu 2016 - Todos os direitos reservados