Inicio Contato
 
Clima Tempo
 
Publicidade:
Comvet
Nikmar Motos Candeal
Pio Paladar
Gonzaga Materiais de Construçãoo
 
10/11/2017 às 17:11
 

Armazém da agricultura familiar de Serrinha já comercializou R$3 milhões em 2017

Armazém foi inaugurado na segunda gestão do Governo Wagner

Vitrine para produtos de mais de 160 empreendimentos da agricultura familiar de toda a Bahia, o Armazém da Agricultura Familiar, localizado no município de Serrinha, está garantindo a renda de milhares de famílias baianas com a comercialização dos seus produtos. Somente neste ano de 2017, o Armazém gerou uma receita de R$3 milhões.

 

 

Geração de emprego e renda garantida

A diversidade de produtos encontrados no local, como beiju, biscoito, café, cerveja de umbu, achocolatado, mel, castanhas tem feitos sucesso em eventos realizados em todo o país.

Administrado pela Agência Regional de Comercialização do Sertão da Bahia (Arco Sertão), o Armazém é resultado de uma parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) e a Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial (Sudic).

A presidente da Arco Sertão, Eleneide Alves Cordeiro, comemora o sucesso de vendas e explica que, desde que o Armazém foi inaugurado, tem servido de amostra do que é produzido em todos os cantos do estado: “O Armazém é um mostruário do que temos. Com as vendas realizadas no próprio local, o lucro chega a R$50 mil por mês. Mas o nosso principal rendimento são dos nossos contratos firmados. Nesse último mês, fechamos um contrato de R$160 mil com o Exército de Salvador e R$120 mil com o de Paulo Afonso para fornecer um leque de produtos da agricultura familiar como iogurte, geleia, flocos de milho e, só de café e floco de milho, que entregamos em Salvador por meio do PNAE, nossa receita girou em torno de R$472 mil, e para o município de Ichu, e R$1.2 milhão”.

 

 

Natividade mostra um dos mais de cem produtos comercializados

A agricultora Maria da Natividade faz parte da Cooperativa da Agricultura Familiar de Conceição do Coité (Coopalm), que produz beiju, farinha, biscoito, entre outras iguarias derivadas da mandioca, e afirmou que, antes de começar expor os produtos no Armazém, a venda era realizada na feira livre e em alguns mercadinhos. “Com essa parceria aumentou a renda da nossa cooperativa em cerca de 70% e, com isso, o número de pessoas que saiam da nossa comunidade para procurar trabalho fora diminuiu e, hoje, a maioria das famílias está envolvida com a agricultura familiar”.

 
Fonte: ASCOM SDR
 
 
 
Mais Informações
Feira: Devido a desabastecimento, prefeitura reduz 30% de ônibus públicos 25/05/2018 às 12:05
Feira: Devido a desabastecimento, prefeitura reduz 30% de ônibus públicos
SINTRAF reúne 170 jovens em Seminário da Juventude Rural neste final de semana 18/07/2016 às 15:07
SINTRAF reúne 170 jovens em Seminário da Juventude Rural neste final de semana
Por ter mesmo nome de cidade da Paraíba, Queimadas, na Bahia, tem contas bancárias zeradas por engano pela Justiça Federal 22/05/2018 às 22:05
Por ter mesmo nome de cidade da Paraíba, Queimadas, na Bahia, tem contas bancárias zeradas por engano pela Justiça Federal

Jhon Motos
 
Sintrafi Ichu
 
DJ Ralfk
 
Casa das Aves
 
 
 
 
 
Rede Social
Facebook
Twitter
Adicione aos Favoritos
Contato
© Alnoticiasichu 2016 - Todos os direitos reservados