Inicio Contato
 
Clima Tempo
 
Publicidade:
Comvet
Vereadora Lúcia
Do Drinks
Lima Materiais de Construção
 
07/11/2019 às 10:11
 

Feira de Santana confirma primeiro caso de sarampo após 21 anos

A Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Saúde, confirmou um caso de sarampo registrado no município. A informação é da Vigilância Epidemiológica, que já notificou este ano 42 casos suspeitos para a doença, sendo 22 descartados, 19 em investigação e um confirmado.

O primeiro caso, que só foi divulgado hoje (6), foi confirmado no dia 29 de outubro em um homem adulto não vacinado, com história de viagem a um município baiano. Feira de Santana não registrava casos positivos para o sarampo há 21 anos.


Publicado em 06/11/2019 18h44.
Feira de Santana confirma primeiro caso de sarampo após 21 anos
As informações são da Vigilância Epidemiológica, que já notificou este ano 42 casos suspeitos.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
 Feira de Santana confirma primeiro caso de sarampo após 21 anos
Foto: Divulgação/Secom PMFS


Acorda Cidade

A Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Saúde, confirmou um caso de sarampo registrado no município. A informação é da Vigilância Epidemiológica, que já notificou este ano 42 casos suspeitos para a doença, sendo 22 descartados, 19 em investigação e um confirmado.

O primeiro caso, que só foi divulgado hoje (6), foi confirmado no dia 29 de outubro em um homem adulto não vacinado, com história de viagem a um município baiano. Feira de Santana não registrava casos positivos para o sarampo há 21 anos.
PUBLICIDADE

 


Inquérito e bloqueio vacinal foram iniciados

No mesmo dia da notificação, a Vigilância Epidemiológica, assim como em outros casos notificados, realizou o bloqueio vacinal de todas as pessoas que tiveram contato direto com o paciente, conforme o período recomendado pelo Ministério da Saúde.

Inquérito vacinal casa a casa, varredura, e intensificação vacinal dos moradores na área geográfica também foram realizados. Atualmente a equipe se encontra realizando o monitoramento dos contatos diretos e indiretos do paciente.

O prefeito Colbert Martins Filho, médico por formação, ressalta que a vacinação é a melhor forma de evitar o contágio. "Pais ou responsáveis devem levar as crianças não vacinadas para receber a dose da vacina", alerta.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Francisca Lúcia Oliveira, lembra que em agosto foi realizada uma intensificação vacinal contra o sarampo e no mês de outubro a primeira etapa da campanha nacional de vacinação contra o sarampo. "A vacina é a única maneira de evitar a doença, que possui morbimortalidade em crianças menores de cinco anos de idade”, enfatizou.

Em 2019, de janeiro a agosto, foram vacinadas 24.144 pessoas, segundo dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações. Destes, 9.754 são crianças de seis meses a menores de cinco anos e 3.569 são adultos de 20 a 29 anos de idade.

Em Feira de Santana a segunda etapa da campanha nacional de vacinação inicia no dia 18 e segue até o dia 30 de novembro para jovens adultos não vacinados de 20 a 29 anos de idade.

Todas as unidades básicas de saúde se encontram abastecidas com a vacina e os profissionais estão a disposição de segunda a sexta-feira. “A vacina é gratuita e faz parte do calendário de vacinação”, salienta Francisca.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica ressalta que o governo do prefeito Colbert Martins Filho se mantém em alerta sensibilizando os profissionais através de capacitações, trazendo mais eficiência nas notificações de casos suspeitos.

Para controle das cadeias de transmissão do sarampo, é de fundamental importância a instituição de respostas rápidas frente a notificação de casos suspeitos de sarampo.

Sarampo

O sarampo é uma doença respiratória, exantemática aguda e extremamente contagiosa, que pode evoluir com gravidade e causar complicações como pneumonia e encefalite. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa por meio de secreções expelidas ao tossir, espirrar, falar.

O sarampo é transmitido seis dias antes e quatro dias após o aparecimento do manchas vermelhas (exantema), sendo o período de maior risco dois dias antes e dois dias após o início do exantema.

Sintomas e recomendações

Os sintomas do sarampo são: febre alta, tosse seca, conjuntivite, coriza, e manchas vermelhas no corpo. Pessoas que apresentarem esses sintomas devem procurar a unidade de saúde para avaliação clínica. Salientamos que, nesse caso, evitem a circulação em locais com aglomeração de pessoas.

Os casos suspeitos são orientados a manter isolamento em domicílio até quatro dias após início do exantema.

Extraída do Acord Cidade - Com informações da Secom

 

Publicado em 06/11/2019 18h44.

Feira de Santana confirma primeiro caso de sarampo após 21 anos

As informações são da Vigilância Epidemiológica, que já notificou este ano 42 casos suspeitos.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Feira de Santana confirma primeiro caso de sarampo após 21 anos
 
Foto: Divulgação/Secom PMFS

Acorda Cidade

A Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Saúde, confirmou um caso de sarampo registrado no município. A informação é da Vigilância Epidemiológica, que já notificou este ano 42 casos suspeitos para a doença, sendo 22 descartados, 19 em investigação e um confirmado.

O primeiro caso, que só foi divulgado hoje (6), foi confirmado no dia 29 de outubro em um homem adulto não vacinado, com história de viagem a um município baiano. Feira de Santana não registrava casos positivos para o sarampo há 21 anos.

 
PUBLICIDADE

 

Inquérito e bloqueio vacinal foram iniciados

No mesmo dia da notificação, a Vigilância Epidemiológica, assim como em outros casos notificados, realizou o bloqueio vacinal de todas as pessoas que tiveram contato direto com o paciente, conforme o período recomendado pelo Ministério da Saúde.

Inquérito vacinal casa a casa, varredura, e intensificação vacinal dos moradores na área geográfica também foram realizados. Atualmente a equipe se encontra realizando o monitoramento dos contatos diretos e indiretos do paciente.

O prefeito Colbert Martins Filho, médico por formação, ressalta que a vacinação é a melhor forma de evitar o contágio. "Pais ou responsáveis devem levar as crianças não vacinadas para receber a dose da vacina", alerta.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Francisca Lúcia Oliveira, lembra que em agosto foi realizada uma intensificação vacinal contra o sarampo e no mês de outubro a primeira etapa da campanha nacional de vacinação contra o sarampo. "A vacina é a única maneira de evitar a doença, que possui morbimortalidade em crianças menores de cinco anos de idade”, enfatizou.

Em 2019, de janeiro a agosto, foram vacinadas 24.144 pessoas, segundo dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações. Destes, 9.754 são crianças de seis meses a menores de cinco anos e 3.569 são adultos de 20 a 29 anos de idade.

Em Feira de Santana a segunda etapa da campanha nacional de vacinação inicia no dia 18 e segue até o dia 30 de novembro para jovens adultos não vacinados de 20 a 29 anos de idade.

Todas as unidades básicas de saúde se encontram abastecidas com a vacina e os profissionais estão a disposição de segunda a sexta-feira. “A vacina é gratuita e faz parte do calendário de vacinação”, salienta Francisca.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica ressalta que o governo do prefeito Colbert Martins Filho se mantém em alerta sensibilizando os profissionais através de capacitações, trazendo mais eficiência nas notificações de casos suspeitos.

Para controle das cadeias de transmissão do sarampo, é de fundamental importância a instituição de respostas rápidas frente a notificação de casos suspeitos de sarampo.

Sarampo

O sarampo é uma doença respiratória, exantemática aguda e extremamente contagiosa, que pode evoluir com gravidade e causar complicações como pneumonia e encefalite. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa por meio de secreções expelidas ao tossir, espirrar, falar.

O sarampo é transmitido seis dias antes e quatro dias após o aparecimento do manchas vermelhas (exantema), sendo o período de maior risco dois dias antes e dois dias após o início do exantema.

Sintomas e recomendações

Os sintomas do sarampo são: febre alta, tosse seca, conjuntivite, coriza, e manchas vermelhas no corpo. Pessoas que apresentarem esses sintomas devem procurar a unidade de saúde para avaliação clínica. Salientamos que, nesse caso, evitem a circulação em locais com aglomeração de pessoas.

Os casos suspeitos são orientados a manter isolamento em domicílio até quatro dias após início do exantema.

Com informações da Secom

Publicado em 06/11/2019 18h44.

Feira de Santana confirma primeiro caso de sarampo após 21 anos

As informações são da Vigilância Epidemiológica, que já notificou este ano 42 casos suspeitos.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Feira de Santana confirma primeiro caso de sarampo após 21 anos
 
Foto: Divulgação/Secom PMFS

Acorda Cidade

A Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Saúde, confirmou um caso de sarampo registrado no município. A informação é da Vigilância Epidemiológica, que já notificou este ano 42 casos suspeitos para a doença, sendo 22 descartados, 19 em investigação e um confirmado.

O primeiro caso, que só foi divulgado hoje (6), foi confirmado no dia 29 de outubro em um homem adulto não vacinado, com história de viagem a um município baiano. Feira de Santana não registrava casos positivos para o sarampo há 21 anos.

 
PUBLICIDADE
 
 
 
 

 

Inquérito e bloqueio vacinal foram iniciados

No mesmo dia da notificação, a Vigilância Epidemiológica, assim como em outros casos notificados, realizou o bloqueio vacinal de todas as pessoas que tiveram contato direto com o paciente, conforme o período recomendado pelo Ministério da Saúde.

Inquérito vacinal casa a casa, varredura, e intensificação vacinal dos moradores na área geográfica também foram realizados. Atualmente a equipe se encontra realizando o monitoramento dos contatos diretos e indiretos do paciente.

O prefeito Colbert Martins Filho, médico por formação, ressalta que a vacinação é a melhor forma de evitar o contágio. "Pais ou responsáveis devem levar as crianças não vacinadas para receber a dose da vacina", alerta.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Francisca Lúcia Oliveira, lembra que em agosto foi realizada uma intensificação vacinal contra o sarampo e no mês de outubro a primeira etapa da campanha nacional de vacinação contra o sarampo. "A vacina é a única maneira de evitar a doença, que possui morbimortalidade em crianças menores de cinco anos de idade”, enfatizou.

Em 2019, de janeiro a agosto, foram vacinadas 24.144 pessoas, segundo dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações. Destes, 9.754 são crianças de seis meses a menores de cinco anos e 3.569 são adultos de 20 a 29 anos de idade.

Em Feira de Santana a segunda etapa da campanha nacional de vacinação inicia no dia 18 e segue até o dia 30 de novembro para jovens adultos não vacinados de 20 a 29 anos de idade.

Todas as unidades básicas de saúde se encontram abastecidas com a vacina e os profissionais estão a disposição de segunda a sexta-feira. “A vacina é gratuita e faz parte do calendário de vacinação”, salienta Francisca.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica ressalta que o governo do prefeito Colbert Martins Filho se mantém em alerta sensibilizando os profissionais através de capacitações, trazendo mais eficiência nas notificações de casos suspeitos.

Para controle das cadeias de transmissão do sarampo, é de fundamental importância a instituição de respostas rápidas frente a notificação de casos suspeitos de sarampo.

Sarampo

O sarampo é uma doença respiratória, exantemática aguda e extremamente contagiosa, que pode evoluir com gravidade e causar complicações como pneumonia e encefalite. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa por meio de secreções expelidas ao tossir, espirrar, falar.

O sarampo é transmitido seis dias antes e quatro dias após o aparecimento do manchas vermelhas (exantema), sendo o período de maior risco dois dias antes e dois dias após o início do exantema.

Sintomas e recomendações

Os sintomas do sarampo são: febre alta, tosse seca, conjuntivite, coriza, e manchas vermelhas no corpo. Pessoas que apresentarem esses sintomas devem procurar a unidade de saúde para avaliação clínica. Salientamos que, nesse caso, evitem a circulação em locais com aglomeração de pessoas.

Os casos suspeitos são orientados a manter isolamento em domicílio até quatro dias após início do exantema.

Com informações da Secom

 
 
 
Mais Informações
Ichu: Diretoria do SINTRAPI se reúne e traça ações para o segundo semestre Acesse: http://www.alnoticiasichu.com/pgnoticia.php?sub=180&id=2491 Está planejado um debate político entre os candidatos à Prefeito no dia 03 de Setembro tendo como público alvo os trabalhadores municipais. 13/07/2016 às 12:07
Ichu: Diretoria do SINTRAPI se reúne e traça ações para o segundo semestre Acesse: http://www.alnoticiasichu.com/pgnoticia.php?sub=180&id=2491 Está planejado um debate político entre os candidatos à Prefeito no dia 03 de Setembro tendo como público alvo os trabalhadores municipais.
Ovo faz bem para o coração, reduz peso e diabetes: ciência 25/05/2018 às 07:05
Ovo faz bem para o coração, reduz peso e diabetes: ciência
Casos de câncer devem aumentar 58% até 2035, diz Fundo de Pesquisa 25/05/2018 às 06:05
Casos de câncer devem aumentar 58% até 2035, diz Fundo de Pesquisa

Humanize
 
PitStop
 
Ciso
 
Mus e Brasil
 
 
 
 
 
Rede Social
Facebook
Twitter
Adicione aos Favoritos
Contato
© Alnoticiasichu 2016 - Todos os direitos reservados